jusbrasil.com.br
21 de Outubro de 2020

Cibercrimes - A intensificação dos crimes digitais em tempos de pandemia

Maieli Marques de Oliveira, Advogado
há 3 meses

Brasil o segundo pas que mais sofreu com cibercrimes em 2017

O cenário atualmente vivenciado pela população geral, têm sido demasiadamente propício ao aumento dos crimes no ambiente virtual. O isolamento social, o progresso tecnológico e a crise econômica, acrescidos à pouca instrução da população acerca da utilização da internet, resulta no forte aumento de vítimas de crimes pelos meios digitais.

O cibercrime é a atividade criminosa ligada diretamente a qualquer ação ou prática ilícita na Internet. Essa ação criminosa consiste em fraudar a segurança de computadores, sistemas de comunicação e redes corporativas. Assim, o crime na internet, ou cibercrime, nada mais é do que uma conduta ilegal realizada por meio do uso do computador e da internet.

A intensificação desses crimes durante o período de pandemia resulta da exposição constante aos meios digitais, decorrente do isolamento social imposto e da necessidade de dar continuidade a atividades rotineiramente desenvolvidas pelas pessoas, como trabalhar, estudar, comprar ou simplesmente interagir com outros indivíduos, e por tal razão, passando a acessar inúmeros sites, se expondo a milhares de armadilhas virtuais diariamente.

É exatamente nesse cenário que os cibercriminosos se aproveitam para criar meios fraudulentos, argilosos e com estratégias específicas, a fim de enganar o usuário e obter vantagem ilícita, valendo-se principalmente da vulnerabilidade e da ausência de conhecimento técnico de quem está no ambiente virtual.

No Brasil, é possível verificar uma enorme variedade na prática de cibercrimes, tais como os crimes contra a honra (calúnia, injúria e difamação), incitação e apologia a crimes, sequestro e furto de dados e conversas confidenciais, invasões, pedofilia, furto de valores bancários, extorsão, compartilhamento de imagens íntimas de terceiros sem o devido consentimento, dentre tantos outras condutas criminosas no ambiente virtual.

Na maioria dos casos, as próprias redes sociais são fontes de informações para o cometimento de crimes, haja vista que na maioria dos aplicativos e redes sociais são depositados todo e qualquer tipo de informação a respeito da vida pessoal do usuário.

Desta feita, alguns cuidados podem e devem ser adotados com vistas a trazer mais segurança aos usuários ao trafegarem no ambiente virtual. Vejamos:

– Use sempre redes seguras;

– Use senhas fortes e não repita as mesmas senhas em sites diferentes;

– Revise sempre as configurações de privacidade das redes sociais, ativando a verificação de dois fatores sempre que possível;

– Atualize os softwares;

– Utilize sites de fact-cheking (é uma checagem de fatos, isto é, um confrontamento de histórias com dados, pesquisas e registros), não confie em notícias falsas.

– Cuidado com as ligações e e-mails que solicitam senhas bancárias ou outra informação confidencial para fins de atualização de cadastro. Na dúvida, entre em contato direto com a empresa nos contatos disponibilizados nos sites oficiais.

Dessa forma, em virtude dos fatos mencionados e cientes de que os cibercrimes estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia, é imprescindível a atenção redobrada por parte dos usuários, além do forte investimento estatal no seu combate e no aperfeiçoamento das investigações, sem falar na urgência em se implementar, propagar e difundir a educação digital, para que os usuários estejam menos vulneráveis a tais condutas ilícitas.

Se gostou desse artigo, não esqueça de compartilhar para que outras pessoas tenham acesso a essa informação.

Me siga para acompanhar as próximas publicações.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)